La Contadina Astuta no Auditório Padre António Vieira - 20 de Abril de 2009

A Oficina de Ópera do CCM e a Orquestra de Câmara da Artave subiram ao palco, no passado fim-de-semana com a Ópera La Contadina Astuta de Pergolesi. Uma co-produção do CCM - Centro de Cultura Musical e da Artave – Escola Profissional Artística Vale do Ave, a versão apresentada foi uma tradução livre de Janete Costa Ruiz, com encenação de Catarina Costa e Silva e direcção musical do maestro Luís Machado.
A produção deste espectáculo surge no âmbito das actividades regulares da classe de Canto do CCM. Estas iniciativas pretendem preparar os alunos para a movimentação e a interpretação cénicas e para a representação em público.
La Contadina Astuta representa um interessante exemplo dos muito apreciados intermezzi tipicos do sec. XVIII italiano, de entre os quais o mais famoso foi La Serva Padrona do mesmo Giovanni Battista Pergolesi (Jesi 1710, Pozzuoli 1736). Habitualmente inseridos entre os actos de uma ópera séria, estes intermezzi incluíam um elenco cantante composto por um baixo buffo (Don Tabarrano interpretado por André Carvalho), geralmente um velho rico e enamorado e um soprano (Scintilla, interpretada por Ana Sofia Pinelas), sempre uma jovem ambiciosa de condição social inferior e desejosa de se casar. A estes junta-se habitualmente um ou vários personagens mudos (Corbo, interpretado por Daniela Nunes) cuja comicidade remonta à tradição da Comedia dell’arte.
O público mostrou-se receptivo à iniciativa e esgotou as três récitas apresentadas.
 

 
 
 
 
20 Abril 09